O Cate - Inspiração DICA | Glossário de TI: entenda as principais expressões da área
6 de outubro de 2022
A imagem é uma ilustração e possui fundo azul em tom escuro. No centro, um livro aberto em pé. A primeira página possui duas letras A escritas e uma mulher vestida de azul aponta para as letras. Outra pessoa está sentada em cima do livro e mexe em um notebook.

DICA | Glossário de TI: entenda as principais expressões da área

A área de tecnologia da informação cresceu de forma acelerada nos últimos anos e tem sido apontada como uma das mais promissoras do mercado de trabalho. Com o surgimento de novas possibilidades e desafios, surgem também novos termos para dar sentido a essas inovações!

As expressões de TI em geral se referem a ferramentas, equipamentos e programas utilizados em vários itens do dia a dia, como computadores e celulares. E, como muitas dessas novidades foram produzidas no exterior, acabam sendo nomeadas em inglês e chegam até nós na língua estrangeira. Por conta disso, elaboramos um glossário explicando as principais expressões utilizadas na área. Confira:

ALGORITMO: série de instruções e regras para que o computador execute uma tarefa. Determina uma sequência de operações (matemáticas, lógicas, etc.) que esse dispositivo deverá fazer.

ANTIVÍRUS: programa que detecta e remove softwares invasores ou mal-intencionados, como os vírus.

APP: a sigla é a abreviação de application (em português: aplicativo). É usada para se referir a um programa, geralmente de celulares, que executa uma função útil para o usuário. Um exemplo de aplicativos famosos são os aplicativos de redes sociais: Facebook, Instagram, etc.

BACK-END: termo utilizado na área de desenvolvimento web, back-end se refere aos elementos que estão por trás do funcionamento de um site ou aplicativo. É a parte do aplicativo que o usuário não consegue visualizar nem interagir. O trabalhador da área é chamado de desenvolvedor back-end.

BACKUP: consiste em copiar os dados de um dispositivo para outro, com o intuito de salvar as informações caso a fonte original sofra algum dano que resulte na perda de dados.

BIG DATA: refere-se a dados que são muito grandes ou complexos e que, portanto, não têm como ser processados de forma tradicional. Ao contrário de um computador pessoal, que processa e armazena uma informação comum em segundos, o Big Data precisa passar por etapas mais longas como a análise, a captura, o armazenamento e a visualização dos dados.

BUG: expressão que indica algum erro ou mau funcionamento no sistema de um programa.

DESKTOP: diz respeito à área de trabalho, um espaço virtual que permite acessar rapidamente aplicativos e programas que estão instalados no aparelho.

DNS: em português, significa Sistema de Nomes de Domínio e é a ferramenta responsável por gerenciar o nome dos sites, transformando cada um deles em um número de identificação, o IP (Protocolo de Internet).

DOWNLOAD: é o ato de copiar um arquivo que está na internet diretamente para um computador conectado à rede.

ENGENHARIA SOCIAL: ferramenta usada para dar credibilidade a alguma informação falsa ou enganosa. É uma técnica bastante utilizada entre criminosos com o objetivo de criar e-mails e mensagens mal-intencionadas e fazer com que elas pareçam verdadeiras e legítimas, enganando a vítima.

FRONT-END: são os elementos pelos quais o usuário navega e interage com as funções de um aplicativo ou site. Ao contrário do back-end, que fica por “trás” dos aplicativos, o front-end é a parte visual que está diretamente em contato com o usuário.

HTML: a Linguagem de Marcação de Hipertexto é um tipo de linguagem usado para construir o conteúdo que aparece na internet por meio dos sites. Hipertexto se refere à possibilidade de navegar dentro de uma mesma página ou de uma página para outra.

HOST: a tradução para o português é anfitrião ou hospedeiro. É utilizado para indicar uma máquina que está conectada à internet e oferece um serviço a outras máquinas. Um exemplo disso é o servidor de um site de notícias, por exemplo, que disponibiliza conteúdo para ser acessado por outros computadores do mundo inteiro.

HARDWARE: diz respeito às partes físicas de um dispositivo eletrônico, ou seja, todas as placas e peças que o fazem funcionar.

INTRANET: rede interna, geralmente utilizada em empresas para restringir o acesso às informações, permitindo que somente os computadores daquele local de trabalho ou setor possam acessar os dados da rede.

IA: sigla que significa Inteligência Artificial e se refere aos sistemas capazes de aprender e executar tarefas de forma independente, simulando a inteligência humana.

IP: em português, Protocolo de Internet. É o número que identifica o seu aparelho dentro da rede de computadores na internet. Cada dispositivo que acessa a rede (computador, roteador, etc.) ganha um número de IP, que funciona como um documento de identificação.

LAN: rede local, delimitada por um espaço físico de compartilhamento de dados, por exemplo, uma casa ou local de trabalho.

MALWARE: termo em inglês para software malicioso. É um programa que tem como objetivo invadir computadores e dispositivos para causar danos, alterações ou roubar informações.

RAM: sigla que significa memória de acesso aleatório e serve para agilizar e organizar o acesso a arquivos e programas que estão em uso.

ARMAZENAMENTO EM NUVEM: é o serviço que permite armazenar arquivos através da internet. O arquivo salvo é enviado do seu computador para outro espaço de armazenamento que está conectado à rede – esse espaço é chamado de “nuvem”.

PDF: formato de documento digital que pode ser aberto em qualquer aparelho a partir do mesmo método de leitura.

SOFTWARE: são as instruções programadas no hardware para que ele controle e processe os dados que vão passar pelo seu dispositivo de forma predeterminada.

SOFTWARE LIVRE: programa cuja estrutura de programação (código) está em domínio público, ou seja, para livre acesso de todos.

STREAMING: tecnologia de transmissão que permite visualizar dados, como áudio e vídeo, sem a necessidade de fazer o download das informações.

URL: endereço eletrônico que direciona para um site ou blog específico dentro da rede de internet. O URL geralmente é digitado na barra de endereços do navegador, encontrando o site desejado.

Agora que chegou ao final do glossário, que tal dar os primeiros passos na área de tecnologia? O portal Cate oferece os cursos de Introdução à lógica de programação, Introdução ao desenvolvimento Front-end e Introdução ao desenvolvimento Back-end. Inscreva-se nesses cursos clicando aqui!

Você também pode acessar o nosso podcast sobre o tema (clique aqui para ouvir), além de ver todos os conteúdos, dicas e cursos do portal Cate na área de TI (clique aqui). Até a próxima!

[Total: 2    Média: 1/5]

3
Comentários

1 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Portal CateMarinaldo Pinheiro Cotrim Recent comment authors
newest oldest
Marinaldo Pinheiro Cotrim
Membro
Marinaldo Pinheiro Cotrim

Eue escrevi no curso de programaçao quero saber sobre o curso

Marinaldo Pinheiro Cotrim
Membro
Marinaldo Pinheiro Cotrim

Peciso da resposta

Portal Cate
Editor
Portal Cate

Olá, Marinaldo. O curso de Introdução à Lógica de Programação se encontra neste link: https://cate.prefeitura.sp.gov.br/cursos/tecnologia/logica-de-programacao-front-end-e-back-end-conheca-os-novos-cursos-de-tecnologia/. Quando a página carregar, clique em “Iniciar Curso” para dar início aos aprendizados. Continuamos à disposição. Abraços.

Mais visto

Conteúdos Relacionados

Neste podcast, você entende quais são os diferentes perfis de profissionais que atuam ...
Topo
0