O Cate - Inspiração DICA | Cinco ideias de negócios com baixo investimento inicial
23 de setembro de 2022
A imagem é uma foto. Em uma loja com ambiente bem iluminado e paredes brancas, uma mulher olha para a câmera sorrindo e com os braços cruzados. Ela está usando uma blusa amarela e um jaleco marrom-claro. Ao fundo da imagem, desfocados, há uma mesa de madeira com uma caixa registradora e uma bolsa, além de itens coloridos pendurados na parede.

DICA | Cinco ideias de negócios com baixo investimento inicial

Quem sonha em empreender sabe que é necessário investimento para qualquer negócio começar a funcionar. No entanto, existem setores em que isso é possível sem gastar tanto dinheiro logo de cara. Certas áreas de alimentação, vestuário e artesanato, por exemplo, exigem poucos gastos iniciais e são uma ótima opção para quem deseja se tornar um empreendedor.

Confira ideias que vão inspirar o pontapé inicial do seu negócio!

Marmitas

Marmitas comuns, fitness e vegetarianas são algumas das opções do ramo da alimentação que exigem menos investimento. Diferente do que acontece em um restaurante, a venda de marmitas não precisa de um salão onde atender o consumidor durante sua refeição. Como o consumo é feito na casa ou no trabalho do cliente, a única estrutura necessária para o empreendimento funcionar é a cozinha.

A produção de marmitas frescas começa com três elementos: equipamentos, embalagens térmicas e alimentos. Os equipamentos de cozinha costumam estar presentes em casa: gás de cozinha, fogão, geladeira, panelas e talheres em geral. Os alimentos podem variar de acordo com o cardápio a ser oferecido. Mas, quando falamos em baixo investimento, vale mais a pena a comida caseira, aquela do dia a dia.

E é muito importante que o negócio de marmitas siga as normas de Boas Práticas de Manipulação de Alimentos, aprendizado que o Portal Cate oferece e pode ser acessado clicando aqui.

Doces de pote

Um negócio de doces precisa de uma estrutura parecida com a do negócio de marmitas, para preparar e armazenar alimentos. Os produtos incluem brigadeiros, bolos, pavês e mousses vendidos em pote. Eles são fáceis de transportar e de armazenar e estão super em alta!

Para profissionalizar a preparação dos doces, aprenda a fazer as massas, os recheios e as coberturas das melhores sobremesas no curso de Confeitaria Básica, disponível do Portal Cate. Clique aqui.

Artesanato

Se você quer desenvolver ou já possui a habilidade de fazer itens de decoração, bijuterias e outros acessórios, o mercado de artesanato é uma ótima escolha para investir seu talento. O trabalho pode ser feito em casa e vai exigir ferramentas como alicate, cola, estilete, pedrarias, agulha de crochê e materiais mais específicos que dependem do tipo de produto a ser vendido.

Um dos primeiros passos para começar na área é planejar e montar uma coleção, processos em que você pode se aprofundar fazendo o curso Artesanato & Costura: Esse é meu Negócio!, disponibilizado pelo Portal Cate em parceria com a Aliança Empreendedora. Clique aqui e acesse.

Os artesãos podem criar utensílios em crochê, como bolsas e tapetes, e inovar na produção de velas, luminárias e vasos decorados. Também é possível trabalhar com lembrancinhas para datas comemorativas, como aniversários, casamentos, chás de bebê e muito mais! Incrível, não é?

Revenda de roupas e acessórios

A revenda de produtos pode ter muitas vantagens. A primeira delas é que o produto chega pronto e não precisa passar pela etapa de produção. O revendedor é responsável por armazenar, divulgar e vender. Portanto, é muito importante que ele crie uma rede de contatos e faça um bom marketing usando redes sociais, cartões e boca a boca.

Encontrar um bom fornecedor é a chave de tudo! É preciso pensar na qualidade do produto e em preços apropriados para o investimento disponível. Pela internet, é possível encontrar muitos fornecedores com bons preços, mas nem sempre a qualidade é garantida. Por isso, fique atento às avaliações e recomendações de cada lugar.

Acesse o curso Mídias Sociais: Introdução à Publicação e Métricas para ficar por dentro de como gerir suas redes sociais e impulsionar a divulgação do seu trabalho. Inscreva-se clicando aqui.

Pet sitting

A profissão de pet sitter consiste em cuidar dos animais domésticos quando seus donos estão viajando ou fora de casa por longos períodos. O profissional da área atende em domicílio, visitando a moradia do pet para limpar a caixa de areia, dar comida, trocar a água e brincar com os bichinhos.

Além disso, um pet sitter precisa estar atento a qualquer mudança emocional ou física do animal, atualizando os donos sempre que possível sobre o estado de saúde dele. Os investimentos para começar na área são: uniforme, brinquedos, cortador de unha e, se possível, uma especialização em primeiros socorros.

Você pode encontrar essas e outras informações relevantes na última entrevista do Portal Cate sobre a área de pet sitter. Clique aqui para acessar.

[Total: 2    Média: 5/5]

Comentários

Mais visto

Conteúdos Relacionados

Topo
0